Sistema de Cupom Fiscal Eletrônico: descubra se você precisa

Cupom fiscal eletrônico 1

Em 2015, o governo do estado de São Paulo mudou as regras para a emissão de cupom fiscal, regulamentando o sistema de cupom fiscal eletrônico. A partir de então, é necessária a mudança para o SAT-CFe. Mas quem deve se adequar a essa nova norma e até quando? Isso é o que vamos ver a seguir.

Preciso aderir a um Sistema de cupom fiscal eletrônico?

A portaria 147 do CAT (Coordenador de Administração Tributária) determina que empresas abertas a partir de 2015 terão, obrigatoriamente, que aderir ao SAT-CFe (Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos), emitindo cupom fiscal eletrônico pela plataforma. Já para empresas abertas antes desse ano, deverão ficar atentas às datas limite para aderirem ao novo sistema. Deverão aderir em 2018, empresas que obtiverem uma receita superior a R$ 60.000,00 no ano de 2017. Esta é a terceira leva de uma dinâmica iniciada em 2016. Em 2017, por exemplo, tiveram de aderir as empresas que obtiveram uma receita superior a R$ 81.000,00 em 2016. É importante lembrar que caso já tenha uma empresa e abrir uma nova, sua receita atual será somada à da antiga. Para empresas abertas antes de 01 de julho de 2015 que emitiam pelo ECF (Emissor de Cupom Fiscal), o prazo para adesão é de 5 anos desde a primeira emissão por esse sistema.

Cupom fiscal eletrônico 2

Pertenço a esse grupo, como proceder?

Se você precisa de um sistema de cupom fiscal eletrônico, primeiro, você deve adquirir dois equipamentos SAT (um titular e outro reserva). Depois, adaptar o seu aplicativo comercial ou adquirir um para ser compatível com o sistema. O próximos passos são configurar o seu sistema de gestão comercial adaptado ao SAT com a Secretaria da Fazenda do estado de São Paulo e validar o seu certificado digital. Todos os passos você pode verificar neste ebook feito especialmente para que você não tenha dúvidas no processo de adesão.

 

Melhor do que parece

À primeira vista pode parecer um processo bem burocrático e moroso, no entanto, a longo prazo, reduzirá gastos financeiros e de tempo, já que o processo é completamente automatizado. Isso dispensa armazenamento de papéis desnecessários gerando volume e desconforto. Além disso, todo o processo de emissão do cupom fiscal eletrônico fica gravado no banco de dados do próprio SAT, sendo de fácil acesso para os autorizados ao sistema. Isso também serve para a consulta da nota fiscal eletrônica posteriormente. Ainda é possível emitir relatórios de vendas para um melhor controle financeiro.

 

A HTD Sistemas tem a melhor solução

A HTD desenvolve sistemas para facilitar a gestão da sua empresa e da sua vida, reduzindo a burocracia e ampliando as possibilidades do seu negócio. Saiba mais sobre a solução em SAT que temos, elaborada para que seja possível, por exemplo, exportar arquivos em XML, PDF e XLS, aprimorar o seu controle financeiro e a gestão dos seus clientes. Saiba mais sobre o nosso serviço em http://www.satcf.com.br.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se à vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *